Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Municípios Histórico dos municípios alagoanos Histórico do município de Craíbas

Histórico do município de Craíbas

Histórico, Gentílico e Formação Administrativa do município de Craíbas - Alagoas.

HISTÓRIA

O termo é de origem tupi -“Carahyba”- e designa a árvore do ramo das bignoniáceas, muito comum na região. Era conhecido antes da criação oficial do município, em 1962, por Craíba dos Nunes, uma referência à família de pioneiros que se instalou no lugar.

Nos idos de 1865, Manoel Nunes da Silva Santos chegou à região onde está hoje o município de Craíbas, sendo um dos seus primeiros habitantes. Apesar de ser uma área pobre ele resolveu se estabelecer ali mesmo, adquirindo uma grande extensão de terras pertencentes a Felipe Nogueira de Lima, composta basicamente de matas e árvores, principalmente a craibeira, que acabaria dando nome à cidade.

Até 1892, Manoel Nunes foi o único proprietário do lugar. Com o falecimento de sua esposa, Josefa Teixeira da Silva, neste mesmo ano, iniciou-se a partilha de bens entre filhos e genros. As terras foram divididas e incrementou-se, a partir daí, o desenvolvimento da localidade.

No começo do século XX Craíbas passou a ter características de um povoado. Por volta de 1922 já figura na divisão administrativa do Estado de Alagoas como um lugarejo pertencente ao município de Limoeiro de Anadia. Adalberto Marroquim, em sua “Terra das Alagoas”, assevera que, em Craíbas, por este tempo, existia uma escola pública mantida pelo Estado. A primeira feira pública foi realizada em 23 de março de 1923. O primeiro cartório de registro civil foi instalado em 1939.

 O crescimento sócio-econômico do povoado determinou a sua autonomia administrativa. Dessa forma, pela Lei nº 2.471, de 28 de agosto de 1962, obteve a sua emancipação política. O deputado estadual José Pereira Lúcio foi o autor do projeto, aprovado na Assembléia Legislativa e sancionado pelo então governador Luiz Cavalcante.

A instalação oficial do município ocorreu em 23 de setembro de 1962. Até a realização das eleições municipais, Antônio Barbosa foi nomeado prefeito, interinamente.

 

Histórico

Manoel Nunes da Silva Santos foi um dos primeiros habitantes da região onde está hoje o município de Craíbas, tendo chegado por volta de 1865. Ele comprou um grande lote de terras que pertencia a Felipe Nogueira de Lima, composto basicamente de árvores e matas, particularmente, a craibeira, que, no futuro, deu nome à cidade.

Mesmo constatando ser uma região pobre, o novo dono das terras resolveu ficar ali mesmo. Até a morte de sua mulher, Josefa Teixeira da Silva, em 1892, Manoel Nunes era o único dono de tudo. Com a partilha dos bens entre filhas e genros, as terras foram divididas. A partir daí, foi iniciado por eles o desenvolvimento no povoado.

Só no início do século XX é que Craíbas passou a ter características de cidade. Em 23 de março de 1923 foi realizada a primeira feira pública. Em 1939 foi instalado o primeiro cartório de registro civil.

A emancipação política de Craíbas ocorreu no ano de 1962, através da Lei 2.471. O projeto, de autoria do deputado José Pereira Lúcio, foi aprovado na Assembléia Legislativa e sancionado pelo então governador Luiz Cavalcante. Antonio Barbosa foi nomeado prefeito até a realização de eleições no novo município. Em 1963, saiu-se vitorioso Manoel Pedro da Silva, que perdeu o mandato em 1965, quando a cidade voltou a ser distrito de Arapiraca. Só em 1982, após um plebiscito, o então governador Theobaldo Barbosa devolveu a autonomia político-administrativa a Craíbas.

Craíbas tem, em seu calendário, duas festividades bastante movimentadas: a festa de Emancipação Política (23 de abril) e a festa da padroeira, Nossa Senhora da Conceição (8 de dezembro).

Gentílico: craibense

 

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Caraíba pelo decreto estadual nº 2435, de 30-111938, subordinado ao município de Araparica.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Caraíba, figura no município de Arapiraca.

Pelo decreto-lei estadual nº 2909, de 30-12-1943, o distrito de Caraíba passou a denominar-se Craíba.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o distrito de Craíba, figura no município de Arapiraca.

Elevado à categoria de município com a denominação de Craíba, pela lei estadual nº 2471, de 28-08-1962, desmembrado de Arapiraca. Sede no antigo distrito de Craíba. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-02-1983

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.

Pela Resolução do Senado Federal nº 113, de 30-11-1965, o município de Craíba é extinto, sendo seu território anexado ao município de Arapiraca, como simples distrito.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o distrito de Craíba, figura no município de Arapiraca.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-I-1979.

Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Craíbas, pela lei estadual nº 4335, de 23-04-1982, desmembrado de Arapiraca. Sede no atual distrito de Craíbas ex-Craiba. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-02-1983.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

 

Alteração toponímica distrital

Caraíba para Craíba alterado, pelo decreto-lei estadual nº 2909, de 30-12-1943.

Retificação de Grafia

Craíba para Craíbas alterado, pela lei estadual nº 4335, de 23-04-1982.

Fonte: IBGE

Ações do documento