Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Municípios Histórico dos municípios alagoanos Histórico do município de Igreja Nova

Histórico do município de Igreja Nova

Histórico, Gentílico e Formação Administrativa do município de Igreja Nova - Alagoas.

Histórico

Um dos mais antigos municípios do Estado, Igreja Nova tem sua história ligada à exploração do rio São Francisco por pescadores saídos da cidade de Penedo que, por volta do século XIX, fundaram um povoado denominando-o de Ponta das Pedras, em seguida chamando-o de Oitizeiro.

Logo, foi erguida uma pequena capela para orações a São João Batista, até hoje padroeiro do município. Em 1908, após o desmoronamento da capela, frades alemães se uniram aos moradores para construir um dos mais belos templos católicos de Alagoas, cujas badaladas de sinos são ouvidas a uma distância de 6 km, chamada Igreja Nova.

A povoação foi desmembrada de Penedo e teve seus limites fixados pela resolução 849, de 1880. As primeiras tentativas de elevar o povoado à vila (com leis de 1885 e 1889) não surtiram efeito. Em 1890, através do decreto 39, o processo se completa e a nova vila passa a se chamar Triunfo. Em 1892, foi conduzida à categoria de cidade, até uma nova lei suprimir a condição e anexá-la novamente a Penedo. Apenas em 1897, foi elevada à condição de cidade. O nome Igreja Nova, porém, só foi adotado em 1928.

O município é um dos maiores produtores de arroz do Estado, com reconhecida importância no desenvolvimento da região ribeirinha do São Francisco. Além disso, desenvolve projetos de piscicultura em parceria com a Codevasf, que encontra no município um laboratório natural, no maior açude de Alagoas. O espírito festivo da população pode ser visto nas festas do padroeiro (São João Batista, em 24 de junho), da Emancipação Política (16 de maio) e no carnaval, onde é revivida a antiga tradição dos mascarados.

Gentílico: igreja-novense

 

Formação Administrativa

Elevado à categoria de vila com a denominação de Triunfo, pelo decreto estadual nº 39,de 11-09-1890, desmembrado de Água Branca. Sede na povação de Igreja Nova. Construído de 2 distritos: Triunfo e Salomé criado pela mesma lei que criou a vila. Instalado em 12-01-1891.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Triunfo, pelo decreto estadual nº 15, de 16-05-1892.

Pela lei nº 82, de 20-07-1895, o município é extinto, sendo seu território anexado ao município de Penedo.

Pela lei nº 162, de 28-05-1897, é recriado novamente o município de Triunfo, desmembrado de Penedo.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 2 distritos: Triunfo e Salomé.

Pela lei estadual nº 1139, de 30-06-1928, o município de Triunfo passou a denominar-se Igreja Nova.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 2 distritos: Igreja Nova ex-Triunfo e Salomé.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955.

Pela lei estadual nº 2229, de 31-05-1960, desmembra do município de Triunfo o distrito de Salomé. Elevado à categoria de município com a denominação de São Sebastião.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

 

Alteração toponímica municipal

Triunfo para Igreja Nova alterado, pela lei estadual nº 1139, de 30-06-1928.

 

Fonte: IBGE

Ações do documento