Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Municípios Histórico dos municípios alagoanos Histórico de Santana do Ipanema

Histórico de Santana do Ipanema

Histórico, Gentílico e Formação Administrativa de Santana do Ipanema/AL

A história de Santana do Ipanema conta que, no final do século XVIII, a atual cidade não passava de um arraial, habitado por índios e mestiços. Com a chegada do padre Francisco José Correia de Albuquerque à região (vindo de Pernambuco), os índios foram catequizados e a primeira igreja construída.

Em 1815, os irmãos Martins e Pedro Vieira Rêgo, descendentes de portugueses e vindos da Bahia, foram beneficiados pelo rei com uma sesmaria, instalando-se perto da Ribeira do Panema (próxima às serras da Camonga, Caiçara e Gugy), transformando suas terras em grandes fazendas e tornando-se os primeiros colonizadores.

A freguesia data de 24 de fevereiro de 1836, sob invocação de Sant'Ana. Em 1875 passou a ser vila, desmembrada do território de Traipu. A lei 893, de 1921, elevou Santana à categoria de cidade.

O município tem na fé à Nossa Senhora Santana seus maiores atrativos, onde destacam-se como pontos para visitação os Altos da Fé e do Cruzeiro. A Serra da Microondas e a Ponte da Barragem completam o cenário turístico da cidade.

De povo festivo e alegre, Santana do Ipanema tem como presente aos visitantes sua hospitalidade. Suas festividades mais tradicionais são: a Emancipação Política do Município (24 de abril), os festejos juninos, a comemoração do dia da padroeira Nossa Senhora Santana (25 de julho) e a Festa da Juventude (realizada no primeiro Domingo anterior à festa da padroeira).

Gentílico: santanense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Santana do Ipanema, pela lei provincial nº 9, de 2402-1836.

Elevada à categoria de vila com a denominação de Santana do Ipanema, pela lei provincial nº 681, de 24-04-1875, desmembrado do município de Traipu. Sede na antiga vila de Santana do Ipanema. Constituído do distrito sede. Instalado em, 19-06-1876.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII- 1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 4 distritos: Santana do Ipanema, Maravilha, Poço das Trincheiras, ex Poço Trincheira e Sertãozinho.

Pelo decreto lei estadual nº 2909, de 30-12-1943, o distrito de Sertãozinho passou a denominar-se Major Isidoro.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Santana do Ipanema, Maravilha, Major Isidoro ex Sertãozinho e Poço das Trincheiras.

Pela lei nº 1473, de 17-09-1949, desmembra do município Santana do Ipanema o distrito de Major Isidoro. Elevado á categoria de município. Sob a mesma lei acima citado é criado o distrito de Olho D'Água das Flores e anexado ao município de Santana do Ipanema.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 4 distritos: Santana do Ipanema, Maravilha, Olho D'Água das Flores e Poço das Trincheiras.

Pela lei nº 1748, de 12-12-1953, desmembra do município de Santana do Ipanema, o distrito de Olho D'Água das Flores. Elevado à categoria de município.

Pela lei nº 1785, de 05-04-1954, é criado o distrito de Capim ex povoado. Criado com terra desmembrada do distrito de Maravilha e anexado ao município de Santana do Ipanema .

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 4 distritos: Santana do Ipanema, Capim, Maravilha e Poço das Trincheiras.

Pela lei estadual nº 2050, de 09-08-1957, é criado o distrito de Ouro Branco ex-povoado, criado com terras desmembrada do distrito de Maravilha e anexado ao município de Santana do Ipanema.

Pela lei estadual nº 2100, de 15-02-1958, desmembra do município de Santana do Ipanema o distrito de Poço das Trincheiras. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 2092, de 24-04-1948, desmembra do município de Santana do Ipanema o distrito de Capim. Elevado à categoria de município com a denominação de Olivença.

Pela lei estadual nº 2054,de 20-08-1958, é criado o distrito de Carneiros, ex povoado, anexado ao município de Santana do Ipanema.

Pela lei estadual nº 2102,de 15-07-1958, desmembra do município de Santana do Ipanema o distrito de Maravilha. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 3 distritos:

Santana do Ipanema, Carneiros e Ouro Branco.

Pela lei estadual nº 2454, de 11-07-1962, desmembra do município de Santana do Ipanema o distrito de Carneiros. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 2445, de 17-05-1962, desmembra do município de Santana do Ipanema o distrito de Ouro Branco. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Ações do documento