Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 15ª edição da Mostra Alagoana de Dança atrai centenas de pessoas
20/04/2018 - 11h52m

15ª edição da Mostra Alagoana de Dança atrai centenas de pessoas

Apresentações aconteceram por dois dias no Teatro Gustavo Leite; cenário diversificado de ritmos da dança foi o diferencial

15ª edição da Mostra Alagoana de Dança atrai centenas de pessoas

Ao todo, 35 grupos realizaram apresentações diversificadas durante a Mostra. Foto: Neno Canuto

Texto de Paula Nunes

Centenas de pessoas prestigiaram a 15ª Mostra Alagoana de Dança, que trouxe mais uma vez para Maceió o maior palco da dança no Estado. Foram dois dias de apresentações que emocionaram o público. A ação é idealizada pelo Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

 

O palco do Teatro Gustavo Leite foi tomado por apresentações de diversificadas de 35 grupos. Street Dance, Dança de Salão, Ballet Clássico, Hip-Hop, Dança do Ventre, Gospel, entre outros, foram alguns dos ritmos que integraram a Mostra.

 

Karina Padilha, curadora da Mostra Alagoana de Dança, falou sobre o sucesso do evento. “É satisfatório, pois já passamos por muitos municípios alagoanos e, agora, poder presenciar apresentações de nível profissional em Maceió enche nossos olhos de alegria. A dança é muito mais que um esporte, a dança desvenda os mistérios dos ritmos”, destacou.

 

A 15ª edição da Mostra Alagoana de Dança trouxe artistas de renome nacional,  internacional e pratas da casa que vivem fora de Alagoas, mas que possuem grande destaque lá fora. 

 

Kelson Tavares e Lili Vidal foram os professores convidados para participar da Mostra. Eles representaram a Dança de Salão da Região Nordeste do Campeonato Brasileiro Nível Profissional, o Brasil Latim Open. Ambos são professores de dança de salão com referência em salsa, dançarinos, coreógrafos, competidores e organizadores de eventos. A dupla trabalha há cinco anos junta e ministra aulas em diversas academias de dança no Recife, além de dar aulas em congressos de danças por todo Brasil.

 

“Encatada! Esta é a palavra que define os dois dias da Mostra Alagoana de Dança. Nós estamos conseguindo cumprir este compromisso tão importante de fomentar e disseminar a dança, levando a arte como ferramenta fundamental para os avanços sociais. Tenho certeza de que todo o público que prestigiou não se arrependeu e certamente se emocionou”, afirma a secretária de Cultura, Mellina Freitas.

 

Encerrando o espetáculo em Maceió, a Secult realizou a entrega do Prêmio Eric Valdo a seis ícones da dança alagoana.

 

Grupos participantes

Jeane Rocha Academia de Dança, Ballet Maria Emília Clark, Ballet Eliana Cavalcanti, Companhia El Gibbor, Studio de Dança Jayson França, Idelvânio da Silva, Ladys Maceió, Grupo Folclórico do Ses, Studio Bella Danza e Revolução Apologize Arte foram alguns dos grupos que fizeram o primeiro dia da Mostra.

 

Já o segundo foi marcado pelas apresentações de Bruno Ataíde, Grupo Transition, Coletivo de Dança Afro Primitivo Brasileiro Afojubá, Grupo Ara Fun Fun Omanjerè, além de The Dangerous, Companhia Ary Buraque e Fagner Rosendo, dentre outros.

 
Ações do documento