Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2009 11 Piranhas tem sítio histórico reconhecido
06/11/2009 - 17h18m

Piranhas tem sítio histórico reconhecido

A cidade é uma das três em Alagoas, ao lado de Penedo e Marechal Deodoro, tombada pelo governo do Estado e também federal

Piranhas tem sítio histórico reconhecido

Piranhas: arquitetura de toda a cidade impressiona

Telma Elita

O município de Piranhas – a 298 km da capital – tem uma paisagem muito própria. Logo que é dividida em Piranhas de Baixo e de Cima. No sobe e desce das ladeiras, avista-se o Rio São Francisco, ainda soberbo. As casas, algumas miúdas, parecem incrustadas nos morros. É também chamada Cidade Lapinha, parece ter sido feita a mão e por gente de talento.

Boa parte das construções revelam muito da história do Brasil. A cidade é uma das três em Alagoas, ao lado de Marechal Deodoro e Penedo, a ter o sítio histórico e paisagístico tombado pelo governo do Estado e também federal. A proteção inclui também o distrito de Entremontes, a 22 km do Centro.

Estão reconhecidos como patrimônio uma série de bens: Estação Ferroviária, Torre do Relógio, Igreja Nossa Senhora da Saúde, o Palácio Dom Pedro II – o imperador esteve nessas terras há 150 anos, e até o cemitério. Na comunidade de Entremontes, cuidado com a Igreja Nossa Senhora da Conceição. Essa é apenas uma mostra de “riquezas”, afinal boa parte do conjunto urbano está tombada.

O desenvolvimento da navegação a vapor passa também por Piranhas, com a assinatura de um convênio entre o governo da província das Alagoas e a Companhia Costeira Baiana, em 1867. O documento garantia o percurso de Penedo ao município.

A ligação ferroviária entre a capital pernambucana e as cidades ribeirinhas teve relevância nacional. A ativação da linha entre Piranhas e Jatobá (PE), em 1891, foi determinante para a expansão comercial de toda a região. São muitos os fatos históricos que fazem do lugar um cenário único e por isso, patrimônio de todos os brasileiros.

Ações do documento