Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2010 04 Dobradinha no Concerto aos Domingos
29/04/2010 - 12h19m

Dobradinha no Concerto aos Domingos

Projeto apresenta neste domingo (2), o talento dos pernambucanos Levi Guedes e Antonio Barreto; na oportunidade, assinatura que ratifica o patrocínio exclusivo da Secretaria da Cultura

Gracielle Suica

O som de vários instrumentos de percussão mais o tradicional piano. Essa mescla faz parte da programação do projeto Concerto aos Domingos, uma realização do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGAL), com patrocínio exclusivo da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). O evento apresenta pela primeira vez, neste domingo (2), a partir das 10h, na sede do Instituto, a dupla Levi Guedes e Antonio Barreto.

Na oportunidade, por determinação do governador Teotonio Vilela Filho, será renovado o convênio para realização do projeto. “Assinaremos o termo aditivo que garante por mais um ano o patrocínio exclusivo da Secult”, revela o secretário da Cultura, Osvaldo Viégas. O investimento anual é de R$ 72.530,00. 

Atrações do Concerto – Natural de Pernambuco, o pianista Levi Guedes, já tão apreciado por outras apresentações no IHGAL, diz ter sido convidado pela coordenadora do projeto, Selma Britto, a compor o duo. “Para mim é uma oportunidade ímpar mostrar ao público obras escritas para esta formação, oriundas de orquestras, nunca vista antes em dupla”, anima-se Levi, que atualmente é professor da cátedra de piano no Conservatório Pernambucano de Música.

Quem o acompanha é o conterrâneo e percussionista, Antonio Barreto. O músico já emprestou seu talento à Casa de Ópera, em Zurique, onde fez parte da Orquestra Sinfônica. Suas apresentações renderam a ele quatro CDs gravados com a Orquestra Sinfônica do Recife e mais sete álbuns com o grupo pernambucano SaGrama. Antonio é também professor e supervisor do curso de percussão erudita no Conservatório.

Além do piano, instrumentos como marimba, vibrafone e xilofone complementam as peças. No repertório, composições nacionais e internacionais de artistas consagrados no estilo sinfônico. Nomes como Arthur Frackenpohl, Mitchell Peters, Osvaldo Lacerda e Aram Kachaturiam. Este último traz em sua peça a dança do Sabre, uma espécie de duelo de espadachins. “Basta fechar os olhos para sentir que fazemos parte desta disputa”, garante Levi.

Segundo Selma Britto, quem for assistir à apresentação do próximo domingo vai perceber o quão prazeroso é contemplar esses momentos de cultura e arte. “Receber tantos talentos e proporcionar ao público esse intercâmbio com a música em sua plenitude é a nossa maior alegria”, afirma.

Essa fusão de sonoridades será no mínimo curiosa. Não dá para perder. A entrada, como sempre, é gratuita. Mais informações: (82) 8836-0048.

Ações do documento