Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2019 setembro Diteal e artistas prestam homenagem ao ator alagoano Otávio Cabral
09/09/2019 - 09h48m

Diteal e artistas prestam homenagem ao ator alagoano Otávio Cabral

Após a apresentação de Esperando Godot, o artista foi surpreendido com a entrega da placa, que foi fixada na entrada do Teatro de Arena Sérgio Cardoso

Diteal e artistas prestam homenagem ao ator alagoano Otávio Cabral

“É um momento muito feliz, serve para consolidar a minha resistência não apenas em defesa do teatro alagoano, mas em defesa de uma sociedade mais justa, fraterna e igualitária”. Foto: Ascom Diteal

Texto de Hannah Copertino

Era noite de quatro de setembro de 2019. Para o ator Otávio Cabral seria “somente” uma nova apresentação de Esperando Godot, porém, para a Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (Diteal) e os demais artistas que integram o elenco da Cooperativa Alagoense de Teatro: Abides Oliveira, Silvio Leal e Laura Couto havia algo de muito especial no ar: homenagear um grande nome do teatro alagoano em vida.

“É uma honra para a Diteal poder reconhecer e valorizar os nossos artistas. Otávio Cabral tem uma história de muita dedicação ao teatro, à educação, à pesquisa, sempre atuando nos palcos e na universidade a favor do teatro. A nossa homenagem é uma forma de parabenizá-lo pelos 55 anos de carreira e agradecer por toda contribuição com a nossa arte, cultura, história e identidade”, declarou a diretora presidente da Diteal, Sheila Maluf.

Lá estava ele, Otávio Cabral, como sempre impecável no palco, muito expressivo e com texto na ponta da língua. Esperando Godot é uma livre adaptação do texto de Samuel Beckett, dirigida por David Farias, representando a ETA, parceira do projeto junto à Diteal, que abraçou a montagem desde o início, incluindo a leitura dramatizada nas comemorações da Semana Alagoana do Teatro e a estreia na celebração dos 47 anos do Teatro de Arena Sérgio Cardoso.

Sucesso de público em todas as noites, Esperando Godot fez uma temporada no Arena e encerrou nesta quinta-feira a primeira sequência de apresentações. Após a encenação e os agradecimentos, veio o momento mais esperado da noite, quando o gerente artístico e cultural da Diteal, Alexandre Holanda, subiu ao palco para entregar a placa, parabenizar Otávio Cabral pelos seus 55 anos de carreira teatral e agradecer pela enorme contribuição com a arte e a cultura de Alagoas.

“Quando a gente não tem memória, não valoriza o passado e o presente, não tem futuro. Homenagear o senhor é respeitar a nossa história. É um orgulho imenso entender o que significa resistência, o que o senhor representa pra nós. Muito obrigado, amamos o senhor, Otávio Cabral”, disse Alexandre Holanda ao ator.

O currículo de Otávio Cabral é vasto. O ator possui graduação em Administração pelo Centro de Estudos Superiores de Maceió (1980), mestrado em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Alagoas (1998); doutorado em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Alagoas (2005) e pós- doutorado em Literatura Dramática pela Universidade de Brasilia. Atualmente, é professor adjunto da Universidade Federal de Alagoas, onde coordena o Núcleo de Estudo e Pesquisa das Expressões Dramáticas/UFAL. Vice-Diretor do Instituto de Ciências Humanas Comunicação e Artes - ICHCA, da UFAL. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Dramaturgia, atuando principalmente nos seguintes temas: modernidade, trágico, contradição, teatro e malandragem.

“É um momento muito feliz, massageia o ego, mas também serve para consolidar a minha resistência não apenas em defesa do teatro alagoano, mas em defesa de uma sociedade mais justa, fraterna e igualitária”, falou o artista sobre a homenagem.

Quando perguntado se valeu a pena todo esse tempo dedicado ao teatro, ele respondeu com toda certeza: “Fernando Pessoa já dizia que tudo vale a pena se a alma não é pequena, claro que valeu a pena”, concluiu.

Ações do documento