Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2020 fevereiro 2020 Fotografia e poesia entrelaçadas na exposição “Narrativas Poéticas”
03/03/2020 - 09h28m

Fotografia e poesia entrelaçadas na exposição “Narrativas Poéticas”

Com curadoria de Gabi Coêlho e Jorge Vieira, mostra que reúne trabalhos de nove fotógrafos e cinco poetas, será aberta nesta terça-feira (03), às 19h, no Complexo Cultural Teatro Deodoro

Fotografia e poesia entrelaçadas na exposição “Narrativas Poéticas”

Texto de Hannah Copertino

Imagem e texto se misturam, se complementam, se tornam uma só obra, porém com vida própria e muita vida. Quando a imagem vira poesia e o poema ganha corpo, vem a certeza de que a arte é única e múltipla ao mesmo tempo. Passeando por essas e outras concepções, a exposição “Narrativas Poéticas”, se instala no mezanino do Complexo Cultural Teatro Deodoro, no Centro de Maceió.  A mostra será aberta nesta terça-feira (03-03), a partir das 19h, com entrada gratuita.

O vernissage é uma oportunidade de conhecer os artistas, curadores e interagir com eles. A mostra, realizada pelo Foto Sururu em parceria com a Diteal, fica em cartaz até 05-04. As visitas podem ser feitas de segunda a sábado, das 8h às 18h; às quartas, das 8h às 20h; e, aos domingos e feriados, das 14h às 17h. Grupos de escolas e instituições sociais podem agendar a visita guiada pelo escolasditeal@gmail.com ou (82) 98884-6885. A entrada e o agendamento são gratuitos.

“É com grande satisfação que abrimos a exposição Narrativas Poéticas, reunindo belo e rico trabalho dos artistas envolvidos e reafirmando a nossa exitosa parceria com a organização do Foto Sururu, importante projeto de estímulo à fotografia realizado em Alagoas”, afirmou a diretora presidente da Diteal, Sheila Maluf.

Integram a exposição os fotógrafos Arthur Celso, Deth Nascimento, Dilma de Carvalho, Eliézer Matias, Gregory Aguiar, Jorge Vieira, Letícia Maranhão, Nadja Barbosa e Ramatis Costa, e os poetas Elpídio Júnior, Geo Santos, Mirian Monte, Ulisses Abílio e William Calixto.

Em seu texto da curadoria, a fotógrafa Gabi Coêlho observa: “Eis aqui um vão. Nele, pequenas porções de pensamentos e sentimentos revelados por quatorze artistas das imagens – uns das imagens que se apresentam claramente, em luzes, formas e contrastes; outros, das imagens que nos cabem construir, da interpretação das linhas que usaremos para dar formas às ideias. Aqui, nesta coletiva, temos a possibilidade de ver o que o primeiro grupo percebeu através das linhas deixadas pelo segundo. É fascinante o poder que o artista tem de compreender a vida de forma única e oferecer sua visão tão particular ao mundo; os desdobramentos que essa interpretação pode tomar, se tornando incessantemente fértil são igualmente de grande interesse; estamos aí diante de um terreno sempre disposto a germinar. Narrativas Poéticas dá a seus visitantes a possibilidade de brincar com essas duas linguagens diferentes e convida a produzir, mesmo que em mente, sua própria versão imagética dos poemas ou sua própria versão escrita para as fotografias. É o interminável germinar mencionado anteriormente”.

 
“Narrativas Poéticas” abre a programação das nove exposições fotográficas do FOTOSURURU’20, cujas Oficinas, Ciclo de Palestras e Chamada para Pesquisadores ocorrerão no período de 03 a 05 de abril em diversos ambientes, tendo o bairro de Jaraguá como sede. A exposição de abertura reúne o trabalho de poetas e fotógrafos participantes da oficina que produziu, de junho a novembro de 2019, o diálogo entre a palavra e a imagem. São nove conjuntos formados por poemas e ensaios fotográficos.
“Receber Narrativas Poéticas é de grande satisfação para todos nós da Diteal, na certeza de estarmos proporcionando mais um importante momento de ocupação da Galeria de Artes Visuais do Complexo Cultural Teatro Deodoro. Neste caso, fomentando o segmento da  fotografia e da cultura artística em geral em nosso estado, firmando parcerias importantes de colaboração, em busca de um dos nossos mais significativos focos, que é o aprimoramento intelectual da comunidade, concluiu Alexandre Holanda, gerente artístico e cultural da Diteal.
 
Ações do documento