Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2020 maio Bloco carioca idealiza projeto que enaltece a cultura alagoana
28/05/2020 - 16h45m

Bloco carioca idealiza projeto que enaltece a cultura alagoana

Junho Alagoano conta com transmissões on-line de artistas dos mais variados segmentos de Alagoas

Bloco carioca idealiza projeto que enaltece a cultura alagoana

Programação conta com em média 40 artistas alagoanos.

Texto de Júlya Rocha

 

A admiração por um ídolo tem o poder de alavancar novos projetos. Esse é o caso do Bloco Flor de Lis, idealizado pelos cariocas Teo Cordeiro e Ronaldo Cotrim, como forma de homenagear o cantor Djavan. Através do bloco, um projeto com a cara de Alagoas nasceu e vai estreitar a conexão Rio de Janeiro e Alagoas por meio da arte.

 

“A minha relação e afinidade com Djavan é algo que me acompanha desde muito cedo, difícil de compreender. Ele é o meu maior ídolo musical desde muito novo. Fazer esse projeto foi um sonho e essa ideia do bloco surgiu a partir disso. Foi uma homenagem em comemoração aos seus 70 anos, em 2019, na Lona Hermeto Pascoal, a casa mais alagoana do Rio de Janeiro”, explica Teo.

 

De 2019 pra cá novos caminhos surgiram para o bloco, que lança com o apoio da Secretaria do Estado da Cultura (Secult/AL), a partir do dia 3 de junho, o projeto Junho Alagoano. “O projeto nasceu a partir das leituras que o Bloco For de Lis faz. Uma delas é fazer o povo do Rio de Janeiro abranger a sua visão sobre o estado de Alagoas. Pouco se conhece sobre Alagoas e toda a diversidade que a produção cultural alagoana tem. Outro ponto importante é que, nada mais justo do que um bloco que homenageia Djavan dar visibilidade às raízes dele”.

 

Durante todo o mês de junho, vários artistas alagoanos do ramo da música, fotografia, gastronomia, literatura, cinema, artes plásticas, história, agroecologia e do teatro, se apresentarão por meio de transmissão online. “A gente já tinha contato com alguns artistas alagoanos, a seleção ocorreu meio que por indicação de artistas do próprio estado, fazendo uma curadoria dentro dos recortes que nos propusemos. Quem não foi contemplado para o Junho Alagoano, certamente será em outras oportunidades”, conta o também produtor.

 

Quem abre a programação musical do Junho Alagoano é a banda Sururu de Capote, onde Djavan, o homenageado do bloco, tocou por quase uma década. As transmissões acontecem pela tarde e noite, com horários ainda a serem definidos, no Instagram do bloco @blocoflordelis.

 

Confira a programação:

02/06 - Gastronomia

Rodrigo Aragão

 

03/06 - Música

40 anos da Sururu de Capote – O Reencontro

 

04/06 - Musica

Rodrigo Avelino

 

05/06 - Música

Daniel Maia

 

06/06 - Música

Natasha Aretha

 

07/06 - Música

Robson Cavalcante

 

09/06 – Poesia

Chico de Assis

 

10/06 – História

Carlos Martins e Zezito Araújo

 

11/06 – Música

Wilson Miranda

 

12/06 – Música

Unidade Nova Praia

 

13/06 – Música

Mopho

 

14/06 – Música

Gato Preto

 

16/06 – Dança

Eliana Cavalcanti

 

17/06 – Teatro

Mauro Braga, Ana Sofia e Lais Lira

 

18/06 – Artes Visuais

Fredy Correia

 

19/06 – Música

Carla Araújo

 

20/06 – Música

Kel Monalisa

 

21/06 – Música

Macléin

 

23/06 – Fotografia

Jorge Vieira

 

24/06 – Agroecologia

Leandro Benatto

 

25/06 – Cinema

Pedro Rocha, Rafhael Barbosa, Edson Bezerra e Nilton Resene

 

26/06 – Música

Tamboricas

 

27/06 – Música

Basílio Seh

 

28/06 – Música

Eliezer Setton

 

30/06 – Música

Fernando Nunes

Ações do documento