Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Biblioteca Pública – 150 Anos é lançado com apresentação teatral na Bienal
28/11/2015 - 08h00m

Biblioteca Pública – 150 Anos é lançado com apresentação teatral na Bienal

Espetáculo “Graciliano, um brasileiro alagoano” comemora publicação da obra

Biblioteca Pública – 150 Anos é lançado com apresentação teatral na Bienal

Espetáculo, encenado pelos atores Chico de Assis, Paulo Poeta e Arielene de Castro, é um passeio cênico por trechos da vida e obra do escritor alagoano que dá nome à Biblioteca (Fotos: Daniel Borges)

Teresa Machado

O livro “Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos – 150 Anos” foi lançado oficialmente nessa sexta-feira (27), no estande da Secretaria de Estado da Cultura, na VII Bienal Internacional do Livro de Alagoas. A obra comemora um centenário e meio de uma das maiores bibliotecas públicas do país.

A publicação conta a história do palacete Barão de Jaraguá, de residência que hospedou o imperador D. Pedro II à biblioteca. Ao longo dos anos, se transformou em equipamento cultural dinâmico e multifuncional que vem atraindo jovens e adultos. O lado social e educativo do espaço é destacado pela secretária da cultura Mellina Freitas. “A biblioteca tem se consolidado como espaço de transformação de cidadãos críticos a partir de ampla programação cultural, total acessibilidade e projetos de incentivo à leitura”, disse.

Atualmente, a quarta maior biblioteca pública do país, desenvolve os projetos Hora do Conto; Biblio Tour; Cordel & Prosa; Coco, Memória e Cordel; Livro Aberto; Cinemateca; além dos cursos Inclusão Digital e formação de Rede de Leitura Inclusiva. “O livro é um reconhecimento ao seu relevante papel social, acolhendo curiosos e intelectuais, manifestações artísticas, literárias e culturais”, pontuou a secretária executiva Rosiane Rodrigues.

A comemoração contou com a apresentação especial da peça “Graciliano, um brasileiro alagoano – Memórias de Heloísa”. O espetáculo, encenado pelos atores Chico de Assis, Paulo Poeta e Arielene de Castro, é um passeio cênico por trechos da vida e obra do escritor alagoano que dá nome à Biblioteca.

“A peça teatral nos trouxe uma reflexão sobre nossa sociedade. O livro está muito bonito, estou ansiosa para ler e conhecer mais sobre a biblioteca que é encantadora”, falou a estudante Janinne Miranda, que assistiu ao espetáculo no Teatro Gustavo Leite.

O livro reúne textos do governador Renan Filho, da secretária de Estado da Cultura, Mellina Freitas, da secretária executiva de Gestão Interna da Secult, a médica e escritora Rosiane Rodrigues, do assessor especial do Pró-Memória, o arquiteto e urbanista Pablo Maia, da diretora da Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos, a bibliotecária Mira Dantas, do arquiteto e urbanista Carlos Alberto Moliterno, do jornalista Antonio Maria do Vale e do historiador Moacir Medeiros de Sant’Ana.

Ações do documento