Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Biblioteca Pública Estadual recebe doação de obras raras e autografadas
07/04/2016 - 11h40m

Biblioteca Pública Estadual recebe doação de obras raras e autografadas

Exemplares estão assinadas por Ariano Suassuna, Lêdo Ivo e Aurélio Buarque de Holanda

Biblioteca Pública Estadual recebe doação de obras raras e autografadas

Obras faziam parte do acervo pessoal do governador e foram adquiridas no Bazar da Solidariedade (Ascom/Secult)

Texto de Teresa Machado

A Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos recebeu sete obras raras para seu acervo, nesta quarta-feira (06). Os livros foram doados pelo governador Renan Filho. Os exemplares estão autografados e com dedicatórias assinadas pelos próprios escritores; são eles: “João Urso”, de Breno Accioly; “Pavão Parlenda e Paraíso”, de José P. Paes; “Antologia: meus contos preferidos”, de Lygia Fagundes Teles; “Plenilúnio” e “Poesias Completas”, de Lêdo Ivo; “Fernando e Isaura”, de Ariano Suassuna e “O chapéu de meu pai”, de Aurélio Buarque de Holanda.

 

As obras faziam parte do acervo pessoal do governador e foram adquiridas no Bazar da Solidariedade, realizado para arrecadar recursos a fim de ajudar no tratamento dos jornalistas Carlos Miranda e Olívia Cerqueira que foram diagnosticados com doenças degenerativas.

 

O equipamento da Secretaria de Estado da Cultura conta com um espaço dedicado à obras raras. No acervo, mais de cinco mil livros são tratados de forma especial, com obrigatoriedade de uso de máscaras e luvas manuseio dos itens.

 

“A nossa sala dedicada a “Obras Raras” recebe, com muita honra, exemplares únicos, que estão com dedicatórias de seus autores. Estes livros irão se juntar aos milhares que se encontram no nosso acervo e receberão o mesmo tratamento especial para garantir a conservação e preservação desses itens que são um tesouro para a literatura”, destacou a secretária Mellina Freitas.

 

A coordenadora do BPEGR, Mira Dantas, ressaltou a importância das obras. “São livros únicos em todo o mundo. De grande valor sentimental e literário para o universo cultural”, disse.

 

Acervo de Obras Raras

 

A Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos reserva espaço especial para a história e memória do Brasil, do Estado e da própria instituição. O setor de obras raras dispõe de mais de cinco mil volumes, incluindo exemplares e coleções preservadas da época colonial.

 

Entre as obras raras consta a primeira edição da clássica obra de Graciliano Ramos, e “Vidas Secas” (José Olympio, 1938). A obra mais antiga é a coleção Da Asia do escritor português Diogo Couto, datada de 1778. Outros exemplares dessa coleção somente foram localizados em Portugal. Outros destaques do setor são o livro “Geografia” (1871), de Thomaz Espindola e a “Coleção das Leis da Província das Alagoas”, de 1851.

 

O acervo tem acesso restrito e está disponível para pesquisas e consultas locais por meio de agendamento prévio. 

 

Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos

Praça D. Pedro 2o, 57, Centro.

Tel.: (82) 3315-7877

Funciona de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h

Ações do documento