Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Boca da Mata e Arapiraca recebem 13º Mostra Alagoana de Dança
29/08/2016 - 11h00m

Boca da Mata e Arapiraca recebem 13º Mostra Alagoana de Dança

Apresentações são marcadas por emoção dos grupos participantes

Boca da Mata e Arapiraca recebem 13º Mostra Alagoana de Dança

Vários grupos deram início neste fim de semana à 13ª Mostra Alagoana de Dança (Fotos: Mário Vilela)

Texto de Daniel Borges

A população dos municípios de Boca da Mata e Arapiraca prestigiou no último fim de semana o início da 13º Mostra Alagoana de Dança, que aconteceu, respectivamente, sábado (27) e domingo (28). Os eventos contaram com apresentações de ballet clássico, contemporâneo, dança de salão ventre, dança afro, street dance, hip-hop e frevo. Ao todo, sete municípios alagoanos receberão a mostra, que visa promover e estimular a dança no Estado.

 

Em Boca da Mata, dezesseis grupos se apresentaram, entre eles Z & S Project, MD Trindade, All S Street, SM Nation, Passistas Pintando o Frevo, Projeto Dança Viva, Ítalo Miguel & Emmyli Margate, Guerreiros de Oyá Oju Obá, The Fabulous e SDK Crew. Também contou com as participações da Cia. de Maria Emília Clark, Ballet Santa Catarina de Sienna e Dynamus.

 

Já em Arapiraca, se apresentaram os grupos Secret Vibe, MD Trindade, Zouk Nº Love, The Harabesck, Maxuell Marques, The Dangerous e Unidade Zero. Também marcaram presença a Cia Ballet Eliana Cavalcanti, Ballet Joyce Vidal e Cia Paulinho Vasconcelos.

 

 

 

Durante abertura da Mostra, a curadora Karina Padilha destacou a importância de o evento chegar ao interior do Estado. “A mostra é o retrato da dança em Alagoas. Preparamos espetáculos com muita diversidade. Com a arte e a cultura não se brinca, a gente pode fazer a diferença”, ressaltou.

 

Segundo a secretária de Estado da Cultura, Mellina Freitas, “além de oferecer à sociedade uma visão geral e atual da dança em nosso Estado, a ideia central da mostra é dar espaço e visibilidade aos talentos locais, promovendo a dança sem caráter competitivo e estimulando a integração dos grupos”.

 

Com 16 anos, 11 de dança, Deborah Pereira, da Escola de Dança Santa Catarina de Sienna, se diz emocionada com sua primeira participação no evento. “A dança me faz expressar tudo aquilo que vem da minha alma e que muitas vezes não consigo dizer com as palavras. É momento extraordinário, em qual apresento a mistura de tudo que aprendi ao longo dos anos”, disse.

 

Para Vagner Lorenço, do grupo The Fabulous, a dança é muito mais que movimentos do corpo, ela também pode ser utilizada com o instrumento para passar mensagens positivas às pessoas. “Em todos os meus trabalhos venho defendendo a liberdade de gênero. Sua opção sexual não interessa, nós somos corpos fazendo arte”, falou.

 

 

 

A 13ª Mostra Alagoana de Dança é uma realização da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), com produção da Sururu de Capote e apoio do Sesc Alagoas, t & w Dança de Salão e das prefeituras municipais de Arapiraca, Boca da Mata, Coruripe, Murici, Piranhas e Porto Calvo.

 

As próximas apresentações serão realizadas nas cidades de Coruripe, Piranhas, Murici e Porto Calvo, nos dias 2, 3, 10, 11 de setembro, respectivamente. O encerramento acontece no dia 27 de setembro, no Complexo Cultural Teatro Deodoro, centro de Maceió.

 

A programação completa está disponível no endereço http://www.cultura.al.gov.br/editais-e-concursos/2016/13a-mostra-alagoana-de-danca/selecionados-e-programacao.

 

Ações do documento