Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Cavalgada, tradicional folguedo alagoano, completa 100 anos
24/08/2015 - 09h48m

Cavalgada, tradicional folguedo alagoano, completa 100 anos

Som dos guizos dos cavalos e as comemorações a cada argola e lança acertadas fazem parte do espetáculo que reúne centenas de cavalheiros divididos entre o azul e o encarnado dos cordões

Cavalgada, tradicional folguedo alagoano, completa 100 anos

Os cavalheiros passam em desfile pelas ruas da cidade antes do início da competição que contempla premiação com medalhas e troféus (Foto: Tereza Machado)

Teresa Machado
 

Em 1915 nascia uma das mais antigas cavalhadas do Brasil. No município de Chã Preta, a festa folclórica é sinônimo de tradição e cultura para a população. No ano do seu centenário, o evento conta com o apoio do Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Cultura.

O som dos guizos dos cavalos e as comemorações a cada argola e lança acertadas fazem parte do espetáculo que reúne centenas de cavalheiros divididos entre o azul e o encarnado dos cordões. "Cada cordão é composto por seis cavaleiros, sendo um matinador que puxa o cortejo do azul e outro do encarnado. Os participantes têm oportunidades de correr seis vezes e tentar acertar o maior número de lanças", explicou o vereador e cavalheiro Victor Canuto.

Os cavalheiros passam em desfile pelas ruas da cidade antes do início da competição que contempla premiação com medalhas e troféus. Toda encenação é acompanhada pelo público ao som da banda de pífano. 

 
"O cortejo nos traz um clima sadio de disputa e ao mesmo tempo uma grande confraternização entre os cavalheiros e a comunidade. O centenário desta tradição folclórica engrandece e enriquece a cultura alagoana. Um legados valioso que resgata as crenças populares da nossa gente", declarou a secretária Mellina Freitas.
 
Também participaram do evento a secretária de Estado do Esporte, Lazer e Juventude Cláudia Petuba, o vice-prefeito de Mar Vermelho André Almeida e demais autoridades locais.
Ações do documento