Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Estudante surdo emociona músicos e plateia do concerto da Camerata Ero Dictus
04/09/2017 - 10h36m

Estudante surdo emociona músicos e plateia do concerto da Camerata Ero Dictus

Cauã Vinicius, 13 anos, surdo por causa de uma meningite contraída ainda bebê, viu um concerto pela primeira vez e regeu a Camerata

Estudante surdo emociona músicos e plateia do concerto da Camerata Ero Dictus

Com a ajuda da intérprete de Libras Eliza Cristina, Cauã acompanhou as letras das músicas e sentiu a vibração do som

Texto de Hannah Copertino

Entre os 300 alunos que participaram do concerto da Camerata Ero Dictus, no projeto Quartas Eruditas do mês de agosto, na Sala de Música do Complexo Cultural Teatro Deodoro, um deles deixou músicos e a equipe da Diteal emocionada: Cauã Vinicius, de 13 anos, estudante do 7º ano da Escola Municipal Medea Cavalcante, da Barra de São Miguel. Surdo por causa de uma meningite contraída ainda bebê, o estudante viu um concerto pela primeira vez e ainda atuou como regente da Camerata.

Com a ajuda da intérprete de Libras da escola, Eliza Cristina, Cauã acompanhou as letras das músicas e sentiu a vibração do som. Ele disse que foi gratificante e emocionante participar, que sentiu vergonha ao reger na frente de todos, mas que adorou a experiência e quer vir mais vezes. Cauã é de Marechal Deodoro, um grande celeiro da música alagoana.

 

“Foi lindo acompanhar o Cauã no concerto. Meu sonho é que ele entre numa escola de música; queria que aprendesse saxofone. Ele está conversando com a mãe para estudar na Sociedade Musical Carlos Gomes, de Marechal Deodoro”, afirmou Eliza. E Cauã confirmou que quer não só estudar saxofone, como também violão.

 

O presidente do Instituto de Cultura Ero Dictus, Benedito Pontes, ficou emocionado com a presença do estudante. “Fico até sem palavras, mas eu tenho que falar pra externar o que sinto. Esta oportunidade dada a uma criança como o Cauã é muito importante; conseguir reger significa que tem sensibilidade. Temos grandes compositores como Beethoven, que fez obras magníficas apesra da surdez. Então, a gente fica com vontade de levar isso para todas as crianças surdas”, revelou Benedito.

A diretora-presidente da Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (Diteal), Sheila Maluf, também era só emoção. “É muito gratificante ver o Cauã participando ativamente do concerto e poder contribuir com a inclusão social por meio deste trabalho da Diteal, em parceria com o Instituto de Cultura Ero Dictus. O projeto Quartas Eruditas está cumprindo seu papel e ficamos muito realizados com isso. Esperamos que mais crianças possam vir e que todos se sintam parte do espetáculo”, disse Sheila Maluf.

 

O concerto do Quartas Eruditas é realizado na última quarta-feira do mês, sob regência do maestro Max Carvalho, coordenação vocal de Douglas Nascimento e instrumental de Elieser Cassimiro.

 

Grupos de escolas e instituições podem agendar para assistir à apresentação pelo email escolasditeal@gmail.com ou por telefone (82) 98884-6885. A entrada é gratuita.

Ações do documento