Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Exposição “Rei dos 8 Baixos” fica no Misa até o dia 31 de julho
23/06/2015 - 06h55m

Exposição “Rei dos 8 Baixos” fica no Misa até o dia 31 de julho

Mostra apresenta trajetória do sanfoneiro Gerson Filho

Exposição “Rei dos 8 Baixos” fica no Misa até o dia 31 de julho

Quem visitar a exposição pode conferir a vida e a obra de Gerson Filho. (Foto: Neno Canuto)

Texto: Teresa Machado

Fotos: Neno Canuto

Comemorando o centenário do sanfoneiro alagoano Gerson Filho, a Secretaria de Estado da Cultura abriu a exposição “O Rei dos 8 Baixos”, no Museu da Imagem e do Som de Alagoas. Na noite de abertura, o espaço reuniu forrozeiros de todo o Estado para lembrar a trajetória do compositor, instrumentista e acordeonista, natural de Penedo. 

“Conseguimos reunir neste evento célebres forrozeiros alagoanos, que são as nossas raízes e merecem ser valorizados. Através desta exposição, homenageando Gerson Filho, quero que todos se sintam abraçados. Nós contamos com a sensibilidade e consciência do governador Renan Filho para construir ações que fomentem a nossa cultura”, ressaltou a secretária  de Cultura, Mellina Freitas. 

A mostra apresenta uma linha do tempo contando a biografia de Gerson Filho em paralelo ao que acontecia no “universo do forró” das décadas de 20 a 90. A discografia completa e os LPs de maiores sucesso estão expostos e também indumentários do acervo pessoal de Gerson e Clemilda, esposa do forrozeiro conhecida como “morena dos olhos pretos”.

“Apresentar a nossa sociedade o precursor do forró brasileiro, mostrar a fábrica de inspiração que era Gerson Filho, é valorizar e reconhecer a importância da nossa arte para todo o país”, disse a titular da pasta.  

O curador da exposição José Gama Lessa destacou Alagoas como berço de personagens relevantes para a cultura brasileira.

 

“Nesta terra floresceu grandes artistas, como Gerson Filho, figura pioneira na sanfona dos 8 baixos. A Secretária Mellina está de parabéns por ter abraçado este projeto que resgata o orgulho da nossa cultura, abrindo o espaço para os forrozeiros alagoanos”, declarou o Lessa.

Os visitantes da exposição podem conhecer a música de Gerson e Clemilda através dos fones nos bonecos interativos e fazer uma ‘selfie’ com plaquinhas com trechos de canções da dupla forrozeira. O espaço foi decorado com elementos sertanejos e juninos autênticos.

Estiveram presentes os forrozeiros Joelson dos 8 Baixos, Sandoval do Forró, Renan Rodrigues, Nilson do Acordeon, Valério do Sertão, Eli Murici, Zuino, Bacural do Forró, Índio Catuaba e Vicente de Paula.

Trajetória

Nascido na histórica cidade de Penedo, Gerson Filho foi um dos maiores representantes do gênero musical sertanejo nordestino e encantou o Brasil com o incomparável som de sua ‘sanfoninha’ vermelha.

O cantor gravou mais de 60 discos, compôs mais de 500 músicas e tem as faixas ‘Quadrilha Brasileira’ e ‘Casamento da Raposa’ como seus maiores sucessos, que também foram gravados por inúmeros artistas nacionalmente reconhecidos, como Dominguinhos, Luiz Gonzaga e Fagner.

No ano de 1964, começou a trabalhar na Rádio Mairynk Veiga, onde conheceu Clemilda e abriu caminho para o coroamento dela como uma das maiores artistas da história da música brasileira. Gerson apresentou Clemilda ao Brasil, que gravou pela primeira vez participando de seu disco ‘É Pra Valer’.

A exposição é realizada em parceria com o Instituto Banese, por meio do Museu da Gente Sergipana.

Serviço

Evento: Abertura da exposição O Rei dos 8 Baixos

Período: até 31 de julho

Local:  Museu da Imagem e do Som de Alagoas

Entrada Gratuita

Visitação: Terça a Sexta, das 8h às 17h. Finais de semana e feriados 13h às 17h.

Endereço: Rua Sá e Albuquerque, 275, Jaraguá, Maceió.

Telefone: (82) 3315-7882

Ações do documento