Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Exposição Rei dos 8 Baixos apresenta trajetória do alagoano Gerson Filho
12/06/2015 - 08h25m

Exposição Rei dos 8 Baixos apresenta trajetória do alagoano Gerson Filho

Abertura acontece no próximo dia 19, no Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa), durante arraial em homenagem ao sanfoneiro

Exposição Rei dos 8 Baixos apresenta trajetória do alagoano Gerson Filho

Mostra apresenta trajetória e discografia do compositor, instrumentista e acordeonista (Foto: divulgação)

Daniel Borges

No ano de aniversário do centenário de Gerson Filho, a Secretaria de Estado da Cultura homenageia o alagoano com a exposição O Rei dos 8 Baixos, que apresenta a trajetória e discografia do compositor, instrumentista e acordeonista. A mostra tem início no próximo dia 19 e se estende até 31 de julho, no Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa), no bairro de Jaraguá.

Na abertura da exposição, a Secretaria de Estado da Cultura promoverá, simultaneamente, o Arraiá do Gerson Filho, que acontece no próximo dia 19, às 18h, na Praça Dezoito de Copacabana, em frente ao Misa.

O evento contará com  espaço decorado com elementos juninos autênticos, apresentações artísticas de quadrilhas, coco de roda e trio sanfoneiro.

Durante o "Arraiá Forró do Gerson Filho" também acontecerá o "5º Concurso "Casais Dançarinos de Forró de Alagoas", realizado pela Eventurs com o apoio da Secult. Os casais vencedores serão premiados com troféus. O primeiro colocado também ganhará um final de semana em um hotel, o segundo colocado um final de semana em uma pousada e o terceiro colocado um jantar no restaurante Bodega do Sertão. 

null

Trajetória

Nascido na histórica cidade de Penedo, Gerson Filho foi um dos maiores representantes do gênero musical sertanejo nordestino e encantou o Brasil com o incomparável som de sua ‘sanfoninha’ vermelha. O cantor gravou mais de 60 discos, compôs mais de 500 músicas e tem as faixas ‘Quadrilha Brasileira’ e ‘Casamento da Raposa’ como seus maiores sucessos. 

Gerson aprendeu a tocar Sanfona cedo. Seu batismo como tocador foi em um baile de São João em 1927, aos 12 anos. Com o passar do tempo, foi ganhando notoriedade, convidado para embalar festas nas fazendas e bailes na cidade.

Aos 23 anos, deixou Alagoas e embarcou para o Rio de Janeiro. Lá, o instrumentista comprou uma sanfona de oito baixos, participou do Programa de Gentil Cardoso e ganhou o concurso da Rádio Guanabara, onde foi contratado e começou a ganhar fama e prestígio nacionalmente.  

Passou por importantes gravadoras do Brasil e trabalhou com grandes nomes da música brasileira. Compôs mais de 500 músicas que foram gravadas por inúmeros artistas, como Dominguinhos, Luiz Gonzaga e Fagner. 

No ano de 1964 começou a trabalhar na Rádio Mairynk Veiga, onde conheceu Clemilda e abriu caminho para o coroamento dela como uma das maiores artistas da história da música brasileira. 

Gerson apresentou Clemilda ao Brasil, que gravou pela primeira vez participando de seu disco ‘É Pra Valer’. A mostra no MISA também contemplará um espaço contando a biografia da "morena dos olhos pretos". 

A exposição é realizada em parceria com o Instituto Banese, por meio do Museu da Gente Sergipana.

 

Serviço

 

Evento: Abertura da exposição O Rei dos 8 Baixos

Dia: 19 de junho

Local:  Museu da Imagem e do Som de Alagoas.

Horário: 18h

Entrada Franca

 

O Misa está aberto ao público de terça à sexta-feira, das 8h às 17h. Mais informações pelo telefone (82) 3315-7882. O museu está localizado na Rua Sá e Albuquerque, 275, no bairro do Jaraguá, em Maceió.

Ações do documento