Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Feira agrocultural promove interação em Coruripe
27/11/2015 - 08h50m

Feira agrocultural promove interação em Coruripe

Descentes indígenas apresentaram comidas típicas e artesanato produzidos nas aldeias

Feira agrocultural promove interação em Coruripe

Governador Renan Filho realizou uma visita na manhã desta sexta-feira, 27, para prestigiar os quilombolas e indígenas. Ele destacou que o Estado de Alagoas está apostando na inclusão produtiva e na potencialização dos grupos culturais

Texto: Paula Nunes e Rafaela Pimentel

Foto: Thiago Sampaio 

As peças feitas de cipó e palha de Evandro Oliveira chamaram a atenção de quem passava na Feira agrocultural, em Coruripe. Com matéria-prima diretamente da mata do município de Água Branca, o quilombola viu na ação governamental a oportunidade para conquistar futuros clientes e fortalecer a cultura quilombola no Estado.

"Preparamos diversos produtos desde cestas e bolsas até luminárias produzidas de palha de ouricuri e cipó. O quilombo da serra da viúva é muito rico e precisamos divulgar nossa cultura para outras regiões. Viemos procurar conhecimento e dar mais visibilidade ao nosso trabalho", ressalta Evandro Oliveira.

A culinária alagoana também chamou atenção da população de Coruripe. Descendente indígena, Josilene Ferreira, de Palmeira dos Índios, vende comidas típicas culturais, e um exemplo delas é a tapioca.

 

 

Josilene  Ferreira explicou que é importante para seu povo mostrar um pouco da culinária, além do dinheiro extra que vai receber, que será bem-vindo, nos dois dias da feira na cidade. "Estamos faturando e mostrando nossas habilidades culinárias para o povo de Coruripe, espero que todos gostem", disse a vendedora muito satisfeita. 

O governador Renan Filho realizou uma visita na manhã desta sexta-feira, 27, para prestigiar os quilombolas e indígenas. Ele destacou que o Estado de Alagoas está apostando na inclusão produtiva e na potencialização dos grupos culturais. A mudança de conduta frente às comunidades foi determinante para o avanço do segmento.

 

"Hoje, em especial, quero abraçar as comunidades indigenas e quilombolas que estão aqui apresentando seu trabalho e principalmente um pouco da sua cultura. Fiquei muito feliz em ser recebido com alimentos produzidos na própria regiã0o. Isso mostra que a agricultura familiar está sendo desenvolvida no nosso Estado. Vamos continuar com nosso trabalho e assegurar oportunidade para as pessoas que não têm terra possam produzir em Alagoas", finalizou Renan Filho.

Ações do documento