Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Governador faz visita à Biblioteca Pública do Estado
25/06/2015 - 13h05m

Governador faz visita à Biblioteca Pública do Estado

Instituição, referência para a história de Alagoas, celebra 150 anos de aniversário durante esta semana

Governador faz visita à Biblioteca Pública do Estado

“É um dos marcos da nossa cultura, da informação para o povo alagoano. No Centro de Maceió, ao lado da Assembleia Legislativa, de frente para a nossa catedral, essa biblioteca é muito simbólica para o Estado”, avaliou o governador (Foto: Márcio Ferreira)

Telma Elita

A Biblioteca Pública Estadual (BPE) comemora, nesta semana, o aniversário de 150 anos. O governador Renan Filho esteve, nesta terça-feira (23), no Palacete Barão de Jaraguá, sede da instituição. Conheceu todo o espaço, com mais de 70 mil livros, telecentros e o Memorial Graciliano Ramos. Trata-se de uma referência para a história de Alagoas.

“É um dos marcos da nossa cultura, da informação para o povo alagoano. No Centro de Maceió, ao lado da Assembleia Legislativa, de frente para a nossa catedral, essa biblioteca é muito simbólica para o Estado”, avaliou o governador.

Nesta terça-feira, o jornal Gazeta de Alagoas trouxe artigo de Renan Filho, intitulado “Biblioteca Pública, 150 anos”. Nele, mais um olhar sobre o espaço: “Depois de um longo período sem funcionar, a Biblioteca Pública de Alagoas foi reaberta e é hoje um equipamento público moderno e eficiente. Além dos 70 mil volumes que abriga, está equipada com o que existe de mais avançado para consulta e pesquisa”.

No passeio que fez, o governador conversou com frequentadores. A estudante de Psicologia, Bárbara de Melo, estava acompanhada de outros colegas para uma pesquisa sobre Michel Foucault, filósofo francês, autor de críticas à modernidade. Esse é apenas um entre os milhares de “caminhos” que podem ser tomados naqueles corredores.

Renan Filho fez o tour pela BPE seguido pela secretária da Cultura, Mellina Freitas, e a diretora do espaço, Mira Dantas. Conheceu Maria do Carmo Oliveira, servidora que há 32 anos se dedica à biblioteca.

Também nesta terça, primeiro dia da comemoração, foi inaugurado o Acervo Carlos Moliterno, composto pela biblioteca particular do autor de A Ilha. Os livros foram doados pela família do escritor alagoano. 

Ações do documento