Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Maceió sedia I Encontro Sobre Cultura Negra dos Municípios Alagoanos
23/10/2015 - 10h15m

Maceió sedia I Encontro Sobre Cultura Negra dos Municípios Alagoanos

Durante evento, entidades debateram pautas políticas em torno da temática

Maceió sedia I Encontro Sobre Cultura Negra dos Municípios Alagoanos

Representantes de entidades destacaram importância do debate e a participação dos municípios de Alagoas na construção de um plano de operacionalização da cultura negra como política de estado (Fotos: cortesia AMA)

Daniel Borges

A capital alagoana foi palco do I Encontro  Sobre Cultura Negra dos Municípios Alagoanos, que aconteceu nesta sexta-feira (23), no auditório Aquatune, no Palácio República dos Palmares.

O evento é realização do Instituto Raízes de Áfricas, Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), e Associação dos Municípios de Alagoas (AMA), e  teve como finalidade propiciar espaços de estudos para  elaboração e gerenciamento de projetos afirmativos dos  traços significativos da cultura negra, como também a busca de formação de Rede de Gestores  Municipais de Cultura, em torno da temática.

Estiveram presentes no encontro a secretária de Estado da Cultura (Secult), Mellina Freitas, a coordenadora do Instituto Raízes de Áfricas, Arísia Brarros, a vice-presidente da Ama, Camila Farias, a superintendente de Políticas Fiscais da Secretaria da Fazenda (Sefaz), Renata dos Santos, o representante da Articulação Cultural dos Negros de União, Carlos dos Santos, e o representante do Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Marcos Willian Freitas. 

Durante palestra, Marcos Willian destacou a importância do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade  Racial e a participação dos municípios do estado de Alagoas  na construção de um plano de operacionalização da  cultura negra como política de estado.

Para a secretária Mellina Freitas, o encontro foi “um momento importante para o debate e o intercâmbio de experiências junto aos gestores municipais e o movimento negro. Tenho dialogado com os representantes dos segmentos de matrizes africanas e temos realizado um planejamento integrado com ações de políticas públicas permanentes para a comunidade alagoana”.

Ações do documento