Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Mapeamento do artesanato já contempla cinco regiões em Alagoas
20/04/2018 - 12h08m

Mapeamento do artesanato já contempla cinco regiões em Alagoas

Mais de 100 pontos de produção artesanal já foram sinalizados com a placa “Alagoas Feita à Mão”

Mapeamento do artesanato já contempla cinco regiões em Alagoas

Com a placa "Alagoas Feita à Mão” é possível identificar os principais ateliês espalhados por toda Alagoas. Foto: Itawi Albuquerque

Texto de Débora Vieira

A originalidade e diversidade do artesanato alagoano vem ganhando mais espaço e notoriedade dentro e fora do Estado. Diante disso, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) promove inúmeros mecanismos de valorização e comercialização dos produtos genuinamente alagoanos.

 

Uma das principais ações consiste no mapeamento e sinalização das oficinas dos artesãos locais. Com a placa "Alagoas Feita à Mão” é possível identificar os principais ateliês espalhados por toda Alagoas.

 

Conforme dados da Gerência de Artesanato da Secretaria, em dois anos do projeto, mais de 100 pontos já receberam as placas em diferentes regiões como Sertão, Serrana dos Quilombos, Agreste, Litoral Norte e Zona da Mata.

O próximo passo é instalar placas nas casas de produção artesanal da região metropolitana de Maceió, incluindo municípios como Marechal Deodoro, Coqueiro Seco e Paripueira. O projeto de sinalização "Alagoas Feita à Mão" é desenvolvido em parceria com a empresa Pointer, responsável por fornecer as placas.

 

Atividade econômica

 

De acordo com dados do IBGE, o Brasil tem hoje 8,5 milhões de artesãos e o setor movimenta perto de R$ 50 bilhões todos os anos, o que representa 3% do PIB no Brasil. Já em Alagoas, mais de 14 mil pessoas possuem a Carteira do Artesão, desse montante, o ofício integra a renda familiar de 60%.

 

Um desses artesãos é o Mestre Valmir Lessa, do povoado da Ilha do Ferro, que recebeu a placa em 2016. Para ele, a sinalização ajuda a demarcar onde encontrar peças e obras de artesãos locais. “É muito bom porque, quando os turistas aparecem por aqui, eles já batem na porta perguntando sobre as peças, sabem que ali é possível encontrar o artesanato da terra”, afirma Valmir.

 

O escultor é um dos mais reconhecidos artesãos de madeira da Ilha do Ferro. O profissional integra junto a outros artistas do sertão, o Programa de Apoio à Comercialização do Artesanato no Estado, denominado Alagoas Feita à Mão, desenvolvido em parceria com a primeira-dama, Renata Calheiros, e coordenado por meio da Sedetur.

 

Além das placas de sinalização, o Alagoas Feita à Mão realiza outras ações em prol da atividade no Estado como publicação de edital para seleção na participação nas feiras e eventos nacionais; divulgação do catálogo comercial do artesanato alagoano, além da emissão e renovação da carteira do profissional.

 

Ações do documento