Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Mestre santeiro Timaia comemora 40 anos de trajetória com exposição no Mupa
16/10/2015 - 08h55m

Mestre santeiro Timaia comemora 40 anos de trajetória com exposição no Mupa

Escultor foi discípulo do mestre Antônio Pedro e hoje luta para resgatar a cultura de santeiros em Penedo

Mestre santeiro Timaia comemora 40 anos de trajetória com exposição no Mupa

Exposição de Timaia mostra o puro e refinado talento dos mestres penedenses. (Foto: Thiago Sampaio)

Texto: Rafaela Pimentel

Fotos: Thiago Sampaio 

Com 15 anos, o penedense Antônio Francisco dos Santos dava lugar ao mestre santeiro Timaia. A paixão pela arte sempre conduziu a vida do escultor, que já nas aulas do mestre Antônio Pedro aprendeu através das peças de madeira a contar histórias dos santos.

De aprendiz ao maior representante da 5ª geração de santeiros de Penedo já se passaram 40 anos e para comemorar as quatro décadas de trabalho, o Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa) recebe, a partir desta quinta-feira (15), a exposição “Timaia Santeiro do Penedo – 40 anos de Arte”.

Entre mais de 30 peças de santos como São Francisco de Assis, Nossa Senhora dos Prazeres, Santa Rita e São Judas Tadeu, Timaia revive a trajetória de muito aprendizado e trabalho, acumulando passagens por várias cidades do país como Maceió, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Aracajú e São Paulo.

“Casei muito cedo, então precisei virar profissional ainda jovem. Nesse caminho, o mestre Antônio foi muito importante para o início da minha carreira, chegando a ser meu padrinho de casamento. Para ser santeiro não basta fazer entalhes, precisamos conhecer cada figura, as diferenças entre os santos, desde os traços às vestimentas e todo esse ensinamento foi ele que me passou”, conta o escultor.

De volta a Maceió depois de três anos longe das exposições, o mestre luta hoje para resgatar a cultura de santeiros com o seu trabalho no Ponto de Cultura de Resgate de Saberes em Penedo. Com sete filhos, Timaia deixa a 6ª geração de santeiros representada pelo seu próprio filho Newfrancis Santos, mas não esconde seu desejo de ampliar sua rede de alunos e preparar mais artistas para dar continuidade as técnicas de santeiro.

“Eu criei meus filhos através da arte e desde cedo precisei viajar por muitos lugares para vender meu trabalho. Mas eu costumo dizer que o artista é de onde ele estiver bem, não da cidade que ele vive. A arte sempre vai estar presente na minha vida de alguma forma, disso eu não tenho dúvidas”, revela.

 

A exposição

A mostra “Timaia Santeiro do Penedo – 40 anos de Arte” ficará aberta ao público do dia 16 a 31 de outubro no Museu Palácio Floriano Peixoto. A exibição acontece em parceria com o Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e da Prefeitura de Penedo. As peças variam de 30 cm a 1,20 m com preços a partir de R$300.

 

Em janeiro do próximo ano, o santeiro Timaia leva a exposição para Penedo. A ideia do escultor é convidar os seus alunos a participarem da mostra junto com ele, dando oportunidade para os futuros santeiros apresentarem suas peças para o público alagoano.

Ações do documento