Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Sai Ordem de Serviço para Restauração do Chalé dos Loureiros
01/06/2017 - 09h50m

Sai Ordem de Serviço para Restauração do Chalé dos Loureiros

Construção histórica do final do século XIX sediará o Museu do Rio São Francisco

Sai Ordem de Serviço para Restauração do Chalé dos Loureiros

Recursos serão administrados pela prefeitura e o Iphan, que, por sua vez, ficará responsável por fiscalizar a execução da obra promovendo o controle ou intervenções no bem cultural de acordo com os estudos e projetos previamente aprovados.

Texto de Renata Arruda  

A Ordem de Serviço para restauração e recuperação do Chalé dos Loureiros, localizado no município de Penedo, entre Prefeitura Municipal e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) foi assinada nesta quinta-feira (01).

 

O prédio histórico datado do final do século XIX pertence à Casa do Penedo e após a reforma vai abrigar o Museu do Rio São Francisco.

 

A obra está orçada em aproximadamente R$ 1.700.000,00 e será realizada com recursos oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento das Cidades Históricas (PACCH).

 

Os recursos serão administrados pela prefeitura e o Iphan, por sua vez, ficará responsável por fiscalizar a execução da obra promovendo o controle ou intervenções no bem cultural de acordo com os estudos e projetos previamente aprovados.

 

Para o presidente da fundação Casa do Penedo, Francisco Sales, o momento é histórico e importante dentro das comemorações dos 200 anos de Alagoas e 25 anos da Fundação Casa do Penedo.

 

“Estamos muito contentes com a concretização dessa obra, no momento em que o Estado completa 200 anos de emancipação política. Penedo é um dos primeiros núcleos populacionais da margem do Rio São Francisco e por envolver a história dos cinco estados que margeiam o rio, sem dúvidas vai alavancar o turismo na região. É um sonho que toma forma concreta, com esse novo ato, afinal  tudo começa com o sonho de alguém", disse.

 

“Com essa obra estamos equipando e dando condições para o resgate da história de Penedo. O Chalé dos Loureiros será a casa mais importante a abrigar a história relativa à biografia da cidade. O prédio também aparece nas primeiras fotos do município, e faz parte da própria história que vai contar”, completou o superintendente do Iphan em Alagoas, Mario Aloísio Barreto Melo.

 

Para a museóloga Carmen Lúcia Dantas, o prédio tem um valor histórico importantíssimo. “Além do prédio ter uma importância histórica e social com as famílias da cidade, tem sobretudo uma importância arquitetônica por ser um dos melhores exemplares de chalés do nordeste. Também tem um grande valor agregado por pertencer à Casa do Penedo, responsável por reunir um acervo precioso da história da cidade desde o século 17”, enfatizou a museóloga Carmen Lúcia Dantas.

 

A obra chegou a ser iniciada há alguns anos, mas, segundo o prefeito de Penedo, Marcius Beltrão, a primeira etapa foi interrompida porque os recursos disponibilizados pelo BNDES não foram suficientes.

 

“O prédio é tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e nos entendemos que a obra era uma prioridade, pois arquitetonicamente ela se diferencia das obras barrocas e góticas predominantes de Penedo. O chalé é um sobrado inglês belíssimo e dá uma diversidade à arquitetura local”, disse.

 

Ainda de acordo com o prefeito de Penedo, após a assinatura da Ordem de Serviço para a restauração e recuperação do Chalé dos Loureiros, ele ficará pronto em no máximo um ano.

Ações do documento