Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Secult abre envelopes do Prêmio de Incentivo ao Audiovisual
27/04/2015 - 13h06m

Secult abre envelopes do Prêmio de Incentivo ao Audiovisual

Dos dez projetos habilitados apresentados na reunião, oito receberão os recursos da Secult e da Ancine para realização dos filmes

Secult abre envelopes do Prêmio de Incentivo ao Audiovisual

Reunião contou com representantes do Governo do Estado e do audiovisual alagoano (Foto: Ascom/Secult)

Daniel Borges

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult) realizou, na manhã desta segunda (27), a abertura dos envelopes do edital do Prêmio de Incentivo ao Audiovisual de Alagoas. A reunião contou com a presença de representantes do audiovisual e o superintendente de Fomento e Apoio à Produção Cultural da Secult, Paulo Poeta.

Dez projetos foram habilitados para concorrer às oito premiações de R$ 45 mil cada.  O valor total de investimento é de R$ 360 mil, sendo R$ 120 mil da Secult e R$ 240 mil oriundos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), da Agência Nacional do Cinema (Ancine).

Na ocasião, foi entregue um ofício da Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-metragistas/Seção Alagoas (ABD&C/AL) parabenizando pela iniciativa do prêmio de formento ao audivisual no estado.

"A instituição demonstra seu comprometimento com o desenvolvimento do setor em Alagoas, que tem crescido consideravelmente nos últimos anos", afirmou o presidente da associação, Henrique Oliveira, em carta enviada.

Para a produtora audiovisual Juliana Calles, o incentivo é uma forma de trazer maior qualidade ao cinema alagoano. "Estamos tentando profissionalizar o cinema aqui em Alagoas, para que cresça e seja reconhecido. A intenção é que todos os contemplados sejam realmente filmes bons e que, a partir desse edital de curta-metragem, também venham outros, para que a gente tenha cada vez mais um cinema de melhor qualidade", disse.

Segundo Paulo Poeta, os dez projetos habilitados passarão por uma comissão julgadora que apontará quais serão os oito classificados, que, efetivamente, receberão os recursos da Secult e da Ancine para realização dos seus curtas-metragem. Os nomes dos projetos serão publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) e encaminhados para a Ancine.

Ações do documento