Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Secult garante mais de R$ 8 milhões para o audiovisual alagoano em 2019
18/01/2019 - 11h23m

Secult garante mais de R$ 8 milhões para o audiovisual alagoano em 2019

Recursos são provenientes do Fundo Setorial do Audiovisual da Agência Nacional de Cinema (Ancine)

Secult garante mais de R$ 8 milhões para o audiovisual alagoano em 2019

Orçamento será destinado a curtas-metragens, longas, séries, telefilmes, festivais e atividades de formação do setor

Texto de Júlya Rocha

O cinema alagoano alça mais um voo em 2019. A Secretaria de Estado da Cultura (Secult/AL) foi selecionada no Edital Audiovisual da Agência Nacional de Cinema (Ancine), lançado em 2018. Serão mais de R$ 8 milhões provenientes do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e do Fundo de Desenvolvimento de Ações Culturais (FDAC), do Programa de Fomento e Incentivo à Cultura Alagoana (Fica/Secult-AL).

 

 

Secretário interino da Secult, o superintendente de Apoio à Produção Cultural, Paulo Poeta, destaca a importância de a secretaria ter sido contemplada nesse edital: “Já estamos dando andamento ao quinto edital de Apoio à Produção Audiovisual. Mais uma vez, o segmento é contemplado com recursos importantes para a difusão de suas atividades em Alagoas”.

 

 

Ainda de acordo com Paulo Poeta, este é mais um edital histórico para o segmento cultural alagoano, que recebe investimentos nunca antes aportados em Alagoas. Ele explica que para cada real colocado de contrapartida do Governo de Alagoas, a Ancine aporta R$ 5 a partir do FSA, oriundos da Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional (Condecine), financiada pelas empresas operadoras de TV por assinatura e telefonia.

 

 

“Estamos destinando R$ 1.365 milhões para o Fundo, desta forma teremos o retorno de R$ 8.190 milhões para a realizações de projetos audiovisuais”, disse Poeta.

 

 

Ao longo deste ano, serão desenvolvidos projetos que incentivem a produção audiovisual no estado, como curtas-metragens, longas, séries, telefilmes, festivais e atividades de formação do setor. “A produção cinematográfica de Alagoas vem conquistando cada vez mais o apoio do Governo do Estado na construção de um segmento forte e na difusão da sétima arte. Em breve, teremos mais um edital que demonstra o esforço do Estado para os avanços das manifestações artísticas”, concluiu Paulo Poeta.

Ações do documento