Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Secult lança cartilha sobre as manisfestações culturais alagoanas
22/08/2016 - 19h00m

Secult lança cartilha sobre as manisfestações culturais alagoanas

Folguedos e danças tradicionais ganham destaque

Secult lança cartilha sobre as manisfestações culturais alagoanas

Cartilha visa à valorização dos bens culturais do Estado, seja na música, dança e saber popular (Ascom/Secult)

Texto de Teresa Machado

Na data em que se comemora o Dia Internacional do Folclore – 22 de agosto -, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) lançou a cartilha ‘Alagoas, seus folguedos e suas danças’. A solenidade aconteceu durante a programação da exposição alusiva ao Mês do Folclore, no Maceió Shopping.

 

A cartilha tem como meta o conhecimento e valorização dos bens culturais do Estado, pro meio das suas manifestações cantadas, dançadas e saberes populares “A variedade de formas, cores, sons e saberes que compõem o leque da riquíssima cultura alagoana está reunida nesta cartilha, com a intenção de difundirmos nossas manifestações tradicionais e preservamos nossas raízes”, disse a secretária de Estado da Cultura, Mellina Freitas.

 

Na ocasião, a secretária anunciou o nome do mestre escolhido pela comissão julgadora do edital do Registo do Patrimônio Vivo. Maria de Clarice, como é conhecida a mestra, foi selecionada para ser a nova mestra do RPV. A decisão aguarda o deferimento pelo Conselho Estadual de Cultura.

 

A superintendente de Identidade e Diversidade Cultural da Secult, Perolina Lyra, destacou o reconhecimento dos artistas e folguedos que preservam e propagam a cultura alagoana.

 

“A cartilha, assim como a exposição, é uma forma de resgatar e valorizar nossa arte, despertando o sentimento de pertencimento do alagoano às manifestações populares”, ressaltou Perolina Lyra.

 

O casal Celina e Gerson Odilon se conheceu na escola e compartilha uma mesma paixão: o pastoril. O médico conta que era pastor no grupo. "Sempre gostei de participar das manifestações da nossa cultura. E foi nela que eu conheci meu amor, há mais de 20 anos. Soube da exposição em homenagem aos nossos folguedos e vim com minha família prestigiar".

 

O mestre do Patrimônio Vivo Jorge Calheiros destacou a importância da cartilha. "Não podemos deixar a nossa cultura morrer. Essa cartilha irá mostrar para toda a sociedade que Alagoas é o maior celeiro cultural do país", falou.

 

O evento reuniu mestres da cultura popular e contou com apresentação do grupo de pastoril Recordar é Viver e de fandango Pontal do Vavá. Também estiveram presentes os mestres Jorge Calheiros, Zé Hum, João de Lima, Irinéia, Vânia Oliveira, Bertulina e Pedrocas.

 

Exposição

 

Até o dia 31 de agosto, estão em exposição, obras produzidas em argila, caracterizando alguns personagens de folguedos; vestuário típico do folclore alagoano e imagens das manifestações culturais.

 

A mostra reúne fotografias da equipe do Maceió 40 Graus e peças artesanais do artista plástico Roniekson Okobayewa, curador da exposição.

 

Confira a programação de apresentações culturais:

23 de agosto
16h - Violeiros e Repentistas – Jaçanã e Azulão 

24 de agosto
17h - Baianas do Pontal

25 de agosto
17h - Pastoril Filhos de Belém

26 de agosto
19h - Coco de Roda Ganga Zumba das Alagoas 

28 de agosto
15h - Contação de história – Cia Literando

Ações do documento