Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Secult realiza ações na orla de Maceió em comemoração ao Dia do Índio
20/04/2015 - 07h40m

Secult realiza ações na orla de Maceió em comemoração ao Dia do Índio

Integrantes da tribo Kariri-Xocó mostraram suas danças e artesanato típicos, realizaram oficinas e comercializam seus produtos

Secult realiza ações na orla de Maceió em comemoração ao Dia do Índio

Tribo Kariri Xocómostrou danças tradicionais da cultura indígena (Fotos: Tiago Sampaio)

Teresa Machado

Encerrando as atividades em comemoração ao Dia do Índio, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) realizou apresentações culturais indígenas, neste domingo (19), na orla de Maceió. Integrantes da tribo Kariri-Xocó mostraram suas danças tradicionais e artesanato típico da cultura indígena.

 Na Tenda Cultural, os índios realizaram oficinas de artes com pintura corporal e confecção de cocás, e comercializaram seu artesanato. O grupo Dzubucuá, da etnia Kariri-xokó, apresentou o Toré e outros rituais.

"Para nós, o Toré significa paz e harmonia. Quando cantamos e dançamos, nos sentimos em paz com a natureza, com o mundo, com a sociedade", explicou o índio Ivanildo.

A aldeia da tribo Kariri-xokó, situada no município de Porto Real do Colégio, à margem do rio São Francisco, agrega mais de 4.500 indígenas. Segundo o líder do grupo, Yachykoran, que significa Grande Esperança, 35% da população da aldeia vive do trabalho de exposição e venda de artesanato.

A comunidade indígena realiza um trabalho de preservação cultural. "Na aldeia, realizamos um trabalho de preparação educacional. Nossas crianças estudam na escola da comunidade até a 6ª série, aprendendo cantos, dança, oficinas de pintura e cerâmica, para perpetuarem as nossas tradições", disse Yachykoran.



A pintura corporal e os adereços são a identidade do grupo indígena, caracterizando a hierarquia dentro da aldeia. A pequena Lela, de 5 anos, gostou de conhecer pessoalmente um índio. "A tiara deles é muito bonita e a dança também é muito legal", disse.

A secretária de Cultura Mellina Freitas destacou a importância do resgate da cultura indígena. “A comunidade indígena é rica em valores culturais. A preservação da cultura dos povos indígenas é fundamental também para o resgate das tradições e ritos da comunidade", afirmou Mellina Freitas.

Ações do documento